Instalação Ubuntu 18.04 e Windows 10 Dual Boot UEFI

Nesse tutorial será explicado como fazer uma instalação do Ubuntu 18.04 em Dual Boot com Windows 10 em Computadores/Notebooks com UEFI.

O EFI inicializa carregando arquivos de programa EFI (com extensões de nome de arquivo .efi ) de uma partição no disco rígido usa a tabela de partição GUID (GPT) que oferece entradas de 64 bits em sua tabela, ampliando dramaticamente o suporte para possibilidades de tamanho.

 

Obs.: Esse tutorial será feito com o Secure Boot ativadoUEFI habilitado, ou seja, tanto o Ubuntu 18.04 quanto o Windows 10  em modo UEFI.

Formatando o pendrive

Antes de instalar é preciso formatar e criar corretamente o pendrive para que seja reconhecido pelo Notebook.

No Windows use o Rufus ou Etcher, que já deixarão o pendrive pronto para ser usado.

No Linux, como no Ubuntu ou Fedora para formatar use o GParted  ou KDE Partition Manager.

 

No Windows

  • Desativar inicialização rápida (Fast Startup): a inicialização rápida pode impedir a inicialização do pendrive do Ubuntu 18.04 , portanto, você pode precisar desabilitá-la:
  1. Digite Opções de energia na caixa de pesquisa e pressione Enter;
  2. Selecione Escolher a função dos botões de energia;
  3. Clique em Alterar configurações não disponíveis no momento;
  4. Role para baixo para Configurações de desligamento, e desmarque a opção Ligar inicialização rápida, para desativar a função;
  5. Clique em Salvar alterações.

Veja a imagem abaixo:

6dualboot-disable-fastboot4

  • Redimencionar a partição do Windows 10: A ferramenta utilizada para encolher partições Windows é “Gerenciamento de Disco“.

Para iniciar o “Gerenciamento de Disco“, clique direito sobre o botão Iniciar do Windows no canto inferior esquerdo da tela e clique sobre a opção “Gerenciamento de Disco“.

Clique com o botão direito do mouse na unidade que deseja encolher e clique em “Diminuir volume”. Não encolha o drive ‘C’.
Agora digite a quantidade de espaço que você deseja encolher em ‘MB’ e não ‘GB’ e, finalmente, clique na opção “Shrink“.

imagem 2

Redimensione e deixe a nova partição para o Ubuntu 18.04 com pelo menos 50 Gb.

Instalando o Ubuntu 18.04

Quando a primeira tela de inicialização aparecer, você terá a tela preta que indica a inicialização do Ubuntu 18.04 em modo UEFI.

Ubuntu 1

Idioma: Escolha o idioma: Português do Brasil;

Ubuntu 2

Layout do Teclado: Português e Português do Brasil;

Ubuntu 3

Preparando para instalar o Ubuntu: marque se deseja instalar o software de terceiros para gráficos e hardware WI-FI, Flash, MP3 e outros meios de comunicação. Clique em Continue;

Tipo de Instalação: Vamos pela opção: Something Else (Algo mais) para criar as partições do Ubuntu 18.04 manualmente;

imagem 3

Agora podemos ver todas as partições, mas o tipo (sistema de arquivos) nos ajuda a saber diretamente quais partições usar. Você pode ver uma partição EFI que está presente, é a partição de inicialização do Windows 10. Normalmente, para uma única instalação do Ubuntu 18.04, você precisaria criar uma partição de inicialização EFI que seria usada, mas como ela já está presente por causa do Windows 10, não é necessário criar uma nova.

Atenção quando for escolher o seu Disco Rígido (HD) para instalar o Ubuntu 18.04, nesse exemplo é /dev/sdb.

install_ubuntu_5

Depois de selecionar o disco rígido adequado, você deve selecionar o espaço livre para criar a partição /root. Pressione o botão (+) para criar uma nova partição de disco. Será criado uma partição raiz de 8 GB, que é 8192 MB.

install_ubuntu_6

Agora você tem que criar a partição /home, mas o ponto de montagem será /home, desta vez, atribua todo o espaço livre disponível para essa partição.

install_ubuntu_create_home

Está finalizado o particionamento do Disco Rígido, como na imagem abaixo. Então clique em Instalar agora.

install_ubuntu_7

Em seguida, o instalador perguntará: Você deseja retornar ao menu de particionamento? Claro que não, basta pressionar o botão Continuar.

install_ubuntu_8

O instalador do Ubuntu irá perguntar-lhe novamente: Escreva as alterações no disco? Basta pressionar o botão Continuar.

install_ubuntu_9

Localização: Agora você pode configurar sua localização exata. Ao especificar sua localização exata, você permitirá que o Ubuntu se comunique com os repositórios mais próximos para instalação e atualizações de pacotes.

iamgem 8

Criando o usuário: Nesta tela, escolha um nome de usuário e senha (aplicável também ao sudo) para sua conta de usuário. Além disso, defina um nome de host para o seu sistema e, em seguida, clique no botão Continuar para iniciar a instalação.

imagem 9

Quando a instalação estiver concluída, clique em Reiniciar agora para reiniciar a máquina.

imagem 10

Após a reinicialização do sistema, você terá o menu Grub, onde você verá tanto o Ubuntu quanto o Windows.

O sistema operacional padrão é o Ubuntu. Pressione Enter enquanto sua seleção é Ubuntu para inicializar no Ubuntu 18.04.

ubuntu_dual_boot_grub_menu

 

Referências:

LinOxidehttps://linoxide.com/distros/install-ubuntu-18-04-dual-boot-windows-10

It’z Geekhttps://www.itzgeek.com/how-tos/linux/ubuntu-how-tos/how-to-install-ubuntu-18-04-alongside-with-windows-10-or-8-in-dual-boot.html

PCSuggesthttps://www.pcsuggest.com/dual-boot-windows-10-and-ubuntu-uefi/

Até a próxima!

Criar tabela de partição GPT em pendrive pelo KDE Partition Manager

Nesse artigo será mostrado como criar uma nova Tabela de Partição (GPT) com o programa KDE Partition Manager em pendrive para ser reconhecido e utilizado em notebooks/computadores com UEFI.

Criando uma nova Tabela de Partição

Clique no Menu/Sistema/Gerenciador de Partições do KDE, e digite a senha de root. Quando abrir o programa selecione o pendrive e no menu clique em Dispositivo/Nova Tabela de partições.

Screenshot_1

Escolha o tipo de tabela de partição, escolha GPT, clique em Criar nova tabela de partições.

Screenshot_2

Clique em Aplicar.

Screenshot_3

Clique em Aplicar as operações pendentes.

Screenshot_4

Pronto! O pendrive está com uma nova Tabela de partição em GPT.

Screenshot_5

Formatando o pendrive

Para formatar o pendrive para o sistema de arquivos FAT32, clique na partição com o botão direito do mouse e selecionar Novo.

Screenshot_6

Em Sistema de arquivos, selecione FAT32 e OK.

Screenshot_7

Clique em Aplicar.

Screenshot_8

Clique em Aplicar as operações pendentes.

Screenshot_9

Pronto! o pendrive está com uma nova partição em FAT32.

Agora o seu pendrive está com uma nova Tabela de Partição e formatado, o próximo passo é criar um pendrive de boot com uma distribuição a sua escolha.

Saber se o pendrive está em GPT

Para verificar se o pendrive está em GPT, entre com o seguinte comando como root:

parted -l

Leia também: KDE Partition Manager

Criando um pendrive de boot

Para criar um pendrive de boot com uma distribuição linux (Ubuntu, Fedora, OpenMandriva, etc.), use o programa Fedora Media Writer.

Até a próxima!

Criar tabela de partição GPT em pendrive pelo Gnome Disks

Nesse artigo será mostrado como criar uma nova Tabela de Partição (GPT) em pendrive para ser reconhecido e utilizado em notebooks/computadores com UEFI.

Criando uma nova Tabela de Partição

Passo 1. Clicar no pendrive correspondente e clicar na parte em vermelho como mostra a imagem, depois clicar em Formatar disco.

lubuntu next 1

Passo 2. Em Apagar: Não sobrescrever dados existentes (Rápido)

Passo 3. Em Particionamento: Compatível com sistemas modernos e discos rígidos > 2 TB (GPT)

Passo 4. Clicar em Formatar.

lubuntu next 2

Passo 5. Para confirmar clique em Formatar.

lubuntu next 3

Pronto! O pendrive já está com a nova Tabela de Partição em GPT, que pode ser utilizado em notebooks/computadores com UEFI.

lubuntu next 4

Saber se o pendrive está em GPT

Para verificar se o pendrive está em GPT, entre com o seguinte comando como root:

parted -l

Criando um pendrive de boot

Para criar um pendrive de boot com uma distribuição linux (Ubuntu, Fedora, OpenMandriva, etc.), use o programa Gnome Disks ou MintStick.

Até a próxima!

Criar tabela de partição GPT em pendrive pelo Gparted

Nesse artigo será mostrado como criar uma nova Tabela de Partição (GPT) em pendrive para ser reconhecido e utilizado em notebooks/computadores com UEFI.

Também será dito como formatar corretamente o seu pendrive.

É bom esclarecer que GPT ou MSDOS (MBR) é o formato de Tabela de Partição e FAT32 ou EXT4 é o sistema de arquivos.

Obs.: o pendrive deve está desmontado para fazer os procedimentos a seguir.

Criando nova Tabela de Partição

  1. Abrir o Gparted;
  2. No canto superior direito você escolhe a unidade correspondente do pendrive, que na imagem é  /dev/sdb;
  3. Na barra superior da janela do GParted existe um menu você deve clicar em Dispositivo/Criar Tabela de partições e escolher GPT;
  4. Clicar em Aplicar;
  5. Verifique que há um símbolo verde (tick).
    Posicione o mouse sobre ele, note que aparece a expressão:
    “Aplicar todas as operações”.

Captura de tela 1

Espere o programa terminar, o próximo passo é formatar o pendrive e criar novas partições.

Formatando o pendrive

A melhor maneira para formatar um pendrive para ser usado em notebooks/computadores com UEFI é formatar em FAT32.

  1. No Gparted, com o botão direito do mouse clicar na linha da partição, deixando-a ativa, depois no menu e clicar em Novo e depois escolher FAT32;
  2. Verifique que há um símbolo verde (tick).
    Posicione o mouse sobre ele, note que aparece a expressão:
    “Aplicar todas as operações”.

Agora o seu pendrive está com uma nova Tabela de Partição e formatado, o próximo passo é criar um pendrive de boot com uma distribuição a sua escolha.

Saber se o pendrive está em GPT

Para verificar se o pendrive está em GPT, entre com o seguinte comando:

sudo parted -l

Se você estiver usando o Kubuntu, tem o programa KDE Partition Manager, é um programa utilitário para ajudá-lo a gerenciar os dispositivos de disco, partições e sistemas de arquivos em seu computador. Ele permite que você crie, copie, mova, exclua, redimensione facilmente sem perder dados, fazer backup e restaurar partições. que pode ser instalado com o seguinte comando:

sudo apt install partitionmanager

Criando um pendrive de boot

Para criar um pendrive de boot com uma distribuição linux (Ubuntu, Fedora, OpenMandriva, etc.), use o programa Gnome Disks ou MintStick.

Leia também:

https://lcomlinux.wordpress.com/2017/01/23/criar-pendrives-de-boot-com-o-etcher/

https://lcomlinux.wordpress.com/2018/03/12/criando-pendrive-para-notebooks-uefi-com-rufus/

Até a próxima!

Criar pendrive com Fedora Media Writer

Com essa ferramenta você pode gravar todas as imagens ISO do Fedora em um pendrive USB, tornando esta uma maneira conveniente em qualquer computador com inicialização USB (pendrive USB) para instalar o Fedora ou experimentar um pendrive do Fedora sem gravar no disco rígido do computador. O Fedora Media Writer já é compatível para criar pendrive de boot para Notebooks/Computadores com UEFI.

Fedora Media Writer

Para a maioria dos casos, a melhor ferramenta para criar um pendrive USB Fedora é o utilitário Fedora Media Writer, que anteriormente era conhecido como LiveUSB Creator. Ele está disponível no Fedora,  em outras distribuições Linux usando Flatpak, Windows e MacOS.

O Fedora Media Writer é fácil de usar. Ele pode baixar imagens recentes do Fedora para você,  bem como escrevê-las para o pendrive.

No Fedora, você pode usar o site Fedora Packages para instalar o pacote ou digite o seguinte comando como root para instalar:

dnf install mediawriter

Pode tentar também com esse comando, se na instalação você optou por usar o sudo:

sudo dnf install mediawriter

Após terminar a gravação e para retornar o seu pendrive USB a sua configuração de fábrica, insira a unidade novamente enquanto o Fedora Media Writer estiver em execução.
O aplicativo fornece uma opção para restaurar o layout de fábrica.
Esse layout inclui uma única partição VFAT.

Gravando outras imagens .iso

No Fedora Media Writer é possível gravar imagens .iso de outras distribuições linux, eu usei esse aplicativo para gravar uma imagem .iso do Openmandriva 3.01.

Para gravar uma nova imagem .iso, clique em Imagem personalizada (Custom OS), então vá até a pasta onde se encontra a imagem .iso e selecione e depois começe a gravação clicando em Writer to USB.

FedoraMediaWriter1

FedoraMediaWriter2

FedoraMediaWriter3

Pronto o pendrive foi gravado com a imagem do Openmandriva 3.01

Se quiser testar o Fedora Media Writer acesse aqui.

Até a próxima!