Criar pendrive do Debian com Penboot

O Penboot é um programa destinado a formatar pendrive e também gerar pendrive de boot com imagens .ISO para a instalação de sistemas operacionais GNU/Linux Debian.

O Penboot é uma gui em zenity para facilitar o uso do programa dd.
Com ele você grava facilmente pendrive de boot, além de ter a opção extra de formatação de pendrive.

penboot-1

Para saber como instalar o Penboot acesse aqui.

Até a próxima!

Criar tabela de partição GPT em pendrive pelo KDE Partition Manager

Nesse artigo será mostrado como criar uma nova Tabela de Partição (GPT) com o programa KDE Partition Manager em pendrive para ser reconhecido e utilizado em notebooks/computadores com UEFI.

Criando uma nova Tabela de Partição

Clique no Menu/Sistema/Gerenciador de Partições do KDE, e digite a senha de root. Quando abrir o programa selecione o pendrive e no menu clique em Dispositivo/Nova Tabela de partições.

Screenshot_1

Escolha o tipo de tabela de partição, escolha GPT, clique em Criar nova tabela de partições.

Screenshot_2

Clique em Aplicar.

Screenshot_3

Clique em Aplicar as operações pendentes.

Screenshot_4

Pronto! O pendrive está com uma nova Tabela de partição em GPT.

Screenshot_5

Formatando o pendrive

Para formatar o pendrive para o sistema de arquivos FAT32, clique na partição com o botão direito do mouse e selecionar Novo.

Screenshot_6

Em Sistema de arquivos, selecione FAT32 e OK.

Screenshot_7

Clique em Aplicar.

Screenshot_8

Clique em Aplicar as operações pendentes.

Screenshot_9

Pronto! o pendrive está com uma nova partição em FAT32.

Agora o seu pendrive está com uma nova Tabela de Partição e formatado, o próximo passo é criar um pendrive de boot com uma distribuição a sua escolha.

Saber se o pendrive está em GPT

Para verificar se o pendrive está em GPT, entre com o seguinte comando como root:

parted -l

Leia também: KDE Partition Manager

Criando um pendrive de boot

Para criar um pendrive de boot com uma distribuição linux (Ubuntu, Fedora, OpenMandriva, etc.), use o programa Fedora Media Writer.

Até a próxima!

Criar tabela de partição GPT em pendrive pelo Gparted

Nesse artigo será mostrado como criar uma nova Tabela de Partição (GPT) em pendrive para ser reconhecido e utilizado em notebooks/computadores com UEFI.

Também será dito como formatar corretamente o seu pendrive.

É bom esclarecer que GPT ou MSDOS (MBR) é o formato de Tabela de Partição e FAT32 ou EXT4 é o sistema de arquivos.

Obs.: o pendrive deve está desmontado para fazer os procedimentos a seguir.

Criando nova Tabela de Partição

  1. Abrir o Gparted;
  2. No canto superior direito você escolhe a unidade correspondente do pendrive, que na imagem é  /dev/sdb;
  3. Na barra superior da janela do GParted existe um menu você deve clicar em Dispositivo/Criar Tabela de partições e escolher GPT;
  4. Clicar em Aplicar;
  5. Verifique que há um símbolo verde (tick).
    Posicione o mouse sobre ele, note que aparece a expressão:
    “Aplicar todas as operações”.

Captura de tela 1

Espere o programa terminar, o próximo passo é formatar o pendrive e criar novas partições.

Formatando o pendrive

A melhor maneira para formatar um pendrive para ser usado em notebooks/computadores com UEFI é formatar em FAT32.

  1. No Gparted, com o botão direito do mouse clicar na linha da partição, deixando-a ativa, depois no menu e clicar em Novo e depois escolher FAT32;
  2. Verifique que há um símbolo verde (tick).
    Posicione o mouse sobre ele, note que aparece a expressão:
    “Aplicar todas as operações”.

Agora o seu pendrive está com uma nova Tabela de Partição e formatado, o próximo passo é criar um pendrive de boot com uma distribuição a sua escolha.

Saber se o pendrive está em GPT

Para verificar se o pendrive está em GPT, entre com o seguinte comando:

sudo parted -l

Se você estiver usando o Kubuntu, tem o programa KDE Partition Manager, é um programa utilitário para ajudá-lo a gerenciar os dispositivos de disco, partições e sistemas de arquivos em seu computador. Ele permite que você crie, copie, mova, exclua, redimensione facilmente sem perder dados, fazer backup e restaurar partições. que pode ser instalado com o seguinte comando:

sudo apt install partitionmanager

Criando um pendrive de boot

Para criar um pendrive de boot com uma distribuição linux (Ubuntu, Fedora, OpenMandriva, etc.), use o programa Gnome Disks ou MintStick.

Leia também:

https://lcomlinux.wordpress.com/2017/01/23/criar-pendrives-de-boot-com-o-etcher/

https://lcomlinux.wordpress.com/2018/03/12/criando-pendrive-para-notebooks-uefi-com-rufus/

Até a próxima!

Criando pendrive para notebooks UEFI com Rufus

A maioria dos novos computadores desktop e notebooks estão vindo com a tecnologia UEFI, que substitui a antiga BIOS dos computadores e traz benefícios, como boot mais rápido e um setup com interface gráfica.

Porém, o modo de instalação do Linux, seja ele qual for a distribuição Ubuntu, Linux Mint, Fedora, etc. em computadores/notebooks com a tecnologia UEFI é um pouco diferente do tradicional, uma vez que o disco rígido usa a tabela de partição GUID (GPT) e não a tabela MBR padrão.

Nesse artigo vamos lhe ensinar a gravar o Linux para computadores/notebooks com a tecnologia UEFI, abordando temas como a criação do pendrive de boot e reiniciar com o pendrive criado.

Requisitos:

  • Pendrive de no mínimo 8GB;
  • O pendrive deve está formatado em GPT (tabelação GPT) e o sistema de arquivos em FAT32;
  • Baixar imagem ISO do Linux de 64 bits.

 

Preparando o pendrive:

Baixe o programa Rufus de 64 bits e execute-o.

1- Em Dispositivo, selecione o Pendrive;
2- Selecione: Imagem ISO (Somente 64 bits=x64);
3- Clique no ícone: Indique o caminho da Imagem ISO;
4- Tipo de Partição, selecione: Partição GPT para UEFI;
5- Sistema de Arquivos, selecione: FAT32 (Default);
6- Tamanho de cluster, selecione: 8192 bytes (Default);
7- Nomeie o Pendrive (Opcional);
8- Opções de formatação: Marque somente a segunda, a terceira e a quarta;
9- Clique no botão Iniciar.

 

rufus 2

Dar o boot com o pendrive:

Dê o boot no computador a partir do pendrive. Você pode definir a “ordem de boot” a partir do setup da BIOS do seu computador/notebook. Em alguns casos pode ser necessário também desabilitar a opção “Secure Boot” no setup da BIOS.

Além disso, certifique-se que o modo UEFI está ativado na BIOS de seu notebook ou computador para que o mesmo reconheça o pendrive inicializável que você criou com a “partição GPT para computadores UEFI“.

Obs.: Tanto a versão do sistema quanto a ISO do Linux baixada devem ser de 64 bits.

Até a próxima!

 

Criar pendrives de boot com Suse ImageWriter

Nesta dica vamos aprender como criar pendrives de boot com a ferramenta do OpenSuse chamada Suse ImageWriter.

Suse Image Writer

Atenção! O programa SUSE Studio ImageWriter apagará todos os dados que estiverem no pendrive. Por favor, certifique-se de que o dispositivo não contém dados que sejam importantes para você.

No openSUSE, instale o Suse ImageWriter com o Software de Gerenciamento YaST ou utilize o seguinte comando:

zypper install imagewriter
Gravando no pendrive.

1- Insira o seu pendrive em uma porta USB;

2- Abra o programa SUSE Image Writer (no openSUSE percorra este caminho: Lançador de aplicativos –> Aplicativos –> Utilitários –> Arquivamento –> USB Key Writer)

3- No openSUSE, simplesmente arraste a imagem ISO, do pendrive, descarregada e solte-a dentro da janela do Suse ImageWriter. Se tudo estiver certo, clique em “Write“.

4- Certifique-se que você formatou o volume utilizando o Gerenciamento de Disco. Isto deve mostrar como não alocado antes de iniciar o programa. Se não, então você terá uma mensagem de “acesso negado “.

5- Espere terminar a gravação.

Até a próxima!