Instalação do Ubuntu 16.04 sem Sistema Operacional

Neste artigo mostraremos, um guia para instalar o Ubuntu 16.04 em um computador sem sistema operacional ou mesmo removendo o sistema operacional existente (instalação única e limpa do Ubuntu, substituindo o Windows 7 ou Windows 8). As duas formas resultarão em um computador com apenas o Ubuntu instalado.

Esse artigo possui informações essenciais para quem, por algum motivo, precisou formatar o PC e quer por conta própria instalar o sistema operacional Linux Ubuntu, mas não sabe como. Muitas pessoas, por motivos econômicos, preferem formatar e instalar um sistema operacional por conta própria. Um outro exemplo, são pessoas que procuram lojas que montam o computador e que, por desejo das mesmas, preferem que a loja não instale um sistema operacional, ganhando assim um bom desconto na aquisição do seu computador.

Acompanhe abaixo o passo a passo da instalação do Ubuntu em PC sem sistema operacional ou substituindo sistema operacional existente:

1) Ligue o computador, coloque o CD/DVD ou pendrive do Ubuntu. Deixe o computador prosseguir com a inicialização do instalador. Hoje em dia a grande maioria dos computadores novos já saem de fábrica com a configuração para dar boot pela unidade de CD/DVD-ROM, portanto, se o seu computador não estiver com esta configuração definida, você deverá entrar no setup da sua máquina para setar essa opção.

1

2) A figura abaixo mostra a tela de configuração da linguagem a ser utilizada. Vamos escolher a linguagem Português do Brasil e dar um clique no botão Instalar o Ubuntu;

2

3) Na tela que aparecer em seguida, Preparando para instalar Ubuntu, selecione a opção Instalar esse programa de terceiro (é preciso estar conectado à internet) e então clique em Continuar;

ub_02

4) Agora chegamos à tela de particionamento. Marque a opção Apagar disco e reinstalar Ubuntu e clique em Instalar Agora.

4

5) Na próxima tela, Onde você está?, dê um clique na região do mapa onde você se encontra e clique no botão Continuar;

5

6) Na tela Disposição do teclado, veja que automaticamente o instalador já marca exatamente o tipo de layout do seu teclado. Se você estiver em dúvida se o layout do seu teclado foi configurado corretamente, basta você digitar algumas palavras acentuadas no campo “Digite aqui para testar o seu teclado”. Se a configuração estiver incorreta, você poderá dar um clique no botão Detectar a disposição do teclado. Quando terminar e o teclado estiver corretamente configurado, clique em Continuar;

6

7) Agora nesta próxima tela (Quem é você?), você deverá fornecer algumas informações necessárias ao instalador. Veja no exemplo abaixo como fizemos o preenchimento e ao término clique em Continuar;

ub_06_thumb

8) Ao término das informações digitadas na tela anterior, o instalador continuará a instalar o Ubuntu. Agora, se inicia o processo de instalação do sistema operacional. Aguarde alguns minutos.

8

9) O instalador continuará a instalar o Ubuntu e ao terminar deverá aparecer a seguinte tela abaixo, onde você deverá dar um clique no botão Reiniciar agora.

9

Agora remova a mídia de instalação do drive e pressione a tecla ENTER: O sistema será reiniciado.

Após a reinicialização, digite sua senha e pressione ENTER para entrar no sistema:

ub_07_thumb

 Pronto! O novo sistema aparecerá como na tela abaixo. Veja a Área de Trabalho do Linux Ubuntu, bem é isso espero que tenha gostado.

ubuntu1604_xenial_gnome_apps

Baixar uma imagem do Ubuntu.

Para baixar o Ubuntu ou seus derivados acesse aqui ou aqui.

Documentação:   Official Ubuntu Documentation

Guia do Ubuntu Desktop

Instalação Ubuntu 16.04

Até a próxima.

DNF – Gerenciamento de pacotes do Fedora 24

O DNF (“Dandified YUM”) é uma nova geração de gerenciador de pacotes para distribuições Linux baseadas em pacotes RPM. O DNF foi introduzido pela primeira vez no Fedora 18, e substituiu o YUM na versão mais recente, Fedora 24.

A ideia por trás do DNF é conseguir um aumento na performance e velocidade em relação ao YUM, além de melhorar o uso da memória e a resolução de dependências, entre outros fatores.

O DNF  só está disponível nativamente no Fedora Linux, no momento. Mas você pode instalá-lo em outros sistemas baseados em RPM se quiser usá-lo no Red Hat ou CentOS, por exemplo. Para isso, execute os comandos a seguir:

Usando o DNF para gerenciar pacotes:

1. Verificar a versão do DNF:
dnf –version

gerenciador-de-pacotes-dnf-01

2. Verificar os repositórios habilitados e desabilitados:
dnf repolist all

gerenciador-de-pacotes-dnf-02

3. Listar somente os pacotes instalados:
dnf list installed

gerenciador-de-pacotes-dnf-03

4. Listar somente os pacotes disponíveis:
dnf list available

gerenciador-de-pacotes-dnf-04

5. Listar todos os pacotes (instalados e os disponíveis):
dnf list

gerenciador-de-pacotes-dnf-05

6. Procurar um pacote usando o dnf:
dnf search stellarium

gerenciador-de-pacotes-dnf-stellarium-06

7. Visualizar dados sobre um pacote:
dnf info stellarium

gerenciador-de-pacotes-dnf-stellarium-07

8. Instalar um pacote:
sudo dnf install stellarium

gerenciador-de-pacotes-dnf-stellarium-08

9. Atualizar um pacote já instalado:
dnf upgrade stellarium

10. Verificar e atualizar pacotes:
Verificando atualizações: A maneira mais rápida de verificar atualizações é tentar instalar as atualizações disponíveis usando o comando abaixo:
 dnf upgrade
Obs.: Observe que esse comando instala apenas as atualizações que podem ser instaladas. Se um pacote não pode ser atualizado, por causa de problemas de dependência, por exemplo, ele é ignorado.
11. Verificar atualizações do sistema com o DNF:
dnf check-update

Obs.: esse comando pode ser usado para saber quais pacotes instalados em seu sistema possuem novas versões disponíveis, no entanto, isso não significa que elas possam ser instaladas com sucesso.

gerenciador-de-pacotes-dnf-update-10

12. Atualizar todos os pacotes no sistema:
dnf update

gerenciador-de-pacotes-dnf-update-11

Ou como root entre no terminal:
su
Agora digite o comando para atualizar o sistema:
dnf update -y
13. Remover um pacote:
dnf remove stellarium
ou
dnf erase stellarium
gerenciador-de-pacotes-dnf-stellarium-12
14. Remover pacotes órfãos (que não são mais utilizados por nenhum programa):
sudo dnf autoremove
 gerenciador-de-pacotes-dnf-autoremove-13
 15. Obter ajuda do DNF:
dnf help

ou

man dnf
gerenciador-de-pacotes-dnf-help-14
16. Visualizar o histórico do DNF (comandos executados anteriormente):
sudo dnf history
gerenciador-de-pacotes-dnf-history-15
17. Listar todos os grupos de pacotes:
dnf grouplist
gerenciador-de-pacotes-dnf-grouplist-16
18. Instalar todos os pacotes pertencentes a um grupo:
sudo dnf groupinstall ‘Laboratório de Eletrônica’
gerenciador-de-pacotes-dnf-groupinstall-eletronica-17
19. Atualizar um grupo de pacotes:
sudo dnf groupupdate ‘Laboratório de Eletrônica’
20. Remover um grupo de pacotes:
sudo dnf groupremove ‘Laboratório de Eletrônica’
21. Sincronizar os pacotes instalados com as versões mais estáveis nos repositórios:
dnf distro-sync
gerenciador-de-pacotes-dnf-distro-sync-20
É isso pessoal espero que ajude a aprender um pouco mais sobre o DNF.
Até a próxima!

Instalação Dual Boot Windows 10 e Ubuntu 16.04 com UEFI.

Este tutorial mostrará como fazer uma instalação do Windows 10 ao lado do Ubuntu 16.04 em computadores com UEFI ( Extensible Interface Unified Firmware).

Observações.:

  1. Esse tutorial será feito com o Secure Boot ativado.
  2. Desabilitar o Fast Startup no Windows 10, e também a função de Hibernação.

 

Como saber se o seu computador tem UEFI?

Em primeiro lugar é muito importante saber se o seu PC tem um BIOS UEFI.

No Windows vá até o Menu Iniciar e na caixa de pesquisa na parte inferior e digite “Informações do sistema” e quando o ícone aparece na parte superior clique sobre ele.

4e7ec5ae-63cf-4e83-a0f8-7b2d63c31bd4_0

Na metade do painel à direita, há um item chamado de modo BIOS. Se ele diz que UEFI, então está tudo ok, veja a imagem abaixo.

systeminformation2

Os passos necessários para dual boot do Windows 10 e Ubuntu 16.04 são as seguintes:

  1. Backup dos arquivos do Windows 10 (opcional, mas altamente recomendado);
  2. Criar um Pendrive USB do Ubuntu 16.04 de 64 bits;
  3. No Windows desative a opção “Inicialização Rápida” (Fast Startup);
  4. No Windows desligue qualquer criptografia;
  5. No Windows desativar o Modo de Hibernação;
  6. No Windows usar o Desfragmentador do Windows 10;
  7. No Windows redimensionar uma partição;
  8. Dar o boot a partir do Pendrive USB do Ubuntu 16.04;
  9. Instalar o Ubuntu 16.04.

1. Backup Windows 10.

É altamente recomendado que você faça uma cópia de todos os seus arquivos antes de fazer os procedimentos a seguir.

2. Criar um Pendrive USB do Ubuntu16.04.

Existem muitas ferramentas para a criação de uma unidade USB do Ubuntu incluindo, Win32 Disk Imager, Etcher e Rufus.

Lembrando que o pendrive deve está no formato GPT. E deve está formatado em FAT32.

3. Desative a opção “Inicialização Rápida”.

No Windows 8 ou posterior visitando: Painel de Controle > Opções de Energia > Alterar o funcionamento dos botões de energia, feito isso, clique em Alterar configurações não disponíveis no momento e desmarque a opção “Ligar inicialização rápida“, após, salve as alterações;

4. Desligue qualquer criptografia.

5. Desativar o Modo de Hibernação.

Segue aqui um tutorial explicando como desativar a Hibernação.

6. Usar o Desfragmentador do Windows.

É importante antes de redimensionar uma partição do Windows usar a ferramenta: Desfragmentador.

A fragmentação faz com que o disco rígido tenha um trabalho adicional que pode deixar o computador lento. O Desfragmentador de Disco reorganiza dados fragmentados para que os discos e unidades trabalhem de forma mais eficiente. O Desfragmentador de Disco é executado por agendamento, mas você também pode analisar e desfragmentar discos e unidades manualmente. Para isso, siga estas etapas:

Para abrir o Desfragmentador de Disco, clique no botão Iniciar. Na caixa de pesquisa, digite Desfragmentador de Disco e, na lista de resultados, clique em Desfragmentador de Disco.

7. Encolher o Windows para criar espaço para o Ubuntu 16.04.

Se o seu computador tem apenas um disco rígido, você terá de encolher sua partição do Windows 10, a fim de abrir espaço para o Ubuntu, ou seja redimensionar uma partição do Windows 10.

A ferramenta utilizada para encolher partições Windows é “Gerenciamento de Disco“.

Para iniciar o “Gerenciamento de Disco“, clique direito sobre o botão Iniciar do Windows no canto inferior esquerdo da tela e clique sobre a opção “Gerenciamento de Disco“.

1.Shrink-Volume-to-Resize-Partition

Será exibida uma tela que lista todos os discos disponíveis e as partições no disco que está selecionado dentro da janela.

O disco rígido é geralmente disco 0. Normalmente, é fácil de detectar, porque é maior do que as outras unidades e já tem um número de partições nele. Como você pode ver na imagem acima, existem 4 partições. A quantidade de partições no disco rígido podem ser diferentes.

Por exemplo, a imagem acima mostra as partições no computador que usou para executar o Windows (UEFI) e captura de tela abaixo mostra as partições no computador que usou para executar o Windows (BIOS).

shrinkdisk1

O que você está procurando é a partição NTFS que é tanto ativo e primário. Na maioria dos casos, é a unidade C. É também provável a ser a maior partição na unidade.

2.Create-Windows-Partition-for-Ubuntu-16.04-Installation

Botão direito do mouse na partição que contém o Windows (como descrito acima, provavelmente a unidade C, formato de arquivo NTFS, primária e ativa).

Clique na opção “Shrink Volume“.

diskmanagement4

Quando a caixa de diálogo aparece encolher ele terá o valor máximo de espaço disponível para encolher listado com uma seta para cima e para baixo para aumentar ou diminuir a quantidade de espaço disponível para Ubuntu.

Não cometa o número se o “Enter a quantidade de espaço a encolher em MB” (caixa de 3) maior do que o “Tamanho do espaço do psiquiatra disponível em MB” (Caixa 2).

Você pode fazer a quantidade de espaço disponível para Ubuntu menor embora. O mínimo exigido pelo Ubuntu é de 10 gigabytes, que é de 10000 megabytes. Na realidade você deve estar olhando para dar pelo menos 20 gigabytes (20000 megabytes) para o Ubuntu para uma experiência decente e se você tem isso gostaria de ir para 50 gigabytes (50000 megabytes).

Claro, se assim o desejar, você pode deixar as quantidades recomendadas como elas são.

Quando tiver decidido sobre um montante inseri-lo na caixa e clique em “Shrink“.

3.Windows-Partition-for-Dual-Boot-Ubuntu-16.04

8. Inicializar(Boot) no Pendrive do Ubuntu 16.04.

Certifique-se de que o pendrive USB do Ubuntu está conectado ao computador.

Cada fabricante tem uma versão diferente do UEFI e assim as opções do menu podem ser diferentes.

Uma lista de dispositivos será exibido. Selecione a opção UEFI Dispositivo USB.

Exemplos:

Captura de tela de 2014-01-16 19:02:06

 

uefi-device

mint171-12-600x255

Quando o Pendrive der o Boot deve aparecer um menu, então selecione na opção: Instalar o Ubuntu.

9. Instalar o Ubuntu 16.04.

Depois de clicar na opção “Instalar Ubuntu” a tela a seguir irá aparecer:

ubuntuinstall1

Este é o início do processo de instalação e você pode selecionar o idioma que é usado para ajudá-lo através do processo. Escolha o seu idioma e clique em “Continuar“.

ubuntuinstall2

O instalador do Ubuntu 16.04 mudou um pouco. A tela de pré-requisitos foi removido como tem a opção de se conectar a uma rede sem fio antes de instalar.

A preparar a instalação de tela do Ubuntu agora simplesmente lista a opção de baixar atualizações (que só está disponível depois que você tiver uma conexão à internet) e a opção de instalar software de terceiros para reprodução de áudio MP3 e assistir o Flash. Se você tem uma conexão de internet decente, em seguida, você pode querer instalar atualizações durante a instalação. para se conectar à internet, clique no ícone de rede no canto superior direito e uma lista de redes sem fio serão listados. Clique na rede que você deseja se conectar e digite a chave de segurança quando solicitado. Você terá que clicar no botão Voltar na tela “Preparando para instalar o Ubuntu” e clique em “Continuar” novamente quando voltar para a tela de boas-vindas. Você pode optar por instalar as ferramentas de terceiros para reprodução de áudio MP3 como parte do processo de instalação agora, marcando a caixa ou você pode fazê-lo depois que o sistema foi instalado. Clique em “Continuar “.

ubuntuinstall5

A tela “Tipo de instalação” permite que você decida se deseja instalar o Ubuntu junto com o Windows ou por cima.

Escolha a opção “Instalar Ubuntu junto com o Windows Boot Manager (Install Ubuntu alongside Windows Boot Manager)”.

Uma janela aparecerá mostrando-lhe o que vai acontecer com o seu disco. Por padrão, o instalador do Ubuntu irá criar uma partição raiz para o Ubuntu 16.04 e todos os seus arquivos pessoais e uma partição swap.

Escolhendo a opção Algo mais (Something Else).

Se você quiser criar as partições manualmente então escolha essa opção.

1

Note que agora é possível ver todas as partições detectadas pelo instalador, o interesse aqui é aquele que tem EFI na coluna “tipo” e Windows Boot Manager na coluna de “sistema“. É a partição do sistema EFI, onde serão instalados os arquivos de carregador de inicialização. Para iniciar a criação de partições, selecione o “espaço livre“, em seguida, clicar no  botão + (mais).

Isso deve abrir o editor de partições do instalador. Para cada partição, Você só precisa especificar o “tamanho“, o “sistema de arquivos“, “use como” e o “ponto de montagem“. Para partições diferente daquele que será usado como swap, ficar com o sistema de arquivo padrão – Sistema de arquivos EXT4.

2

Então vamos começar criando a partição raiz. Para o tamanho, qualquer valor superior 20 GB é o suficiente. No Ponto de montagem, Selecione /. Clique em “Ok“.

3

A próxima partição será montada em /home. Essa é a partição que irá armazenar todos os seus arquivos e pastas, Então, atribuir a ele a maioria do espaço disponível em disco. Quando você terminar de configurá-lo, Clique “Ok“.

4

Para a partição que será usada como swap, um tamanho de 2000 MB (2 GB) para 4000 MB (4GB) deve ser suficiente. Em “uso como“, Selecione: swap area. e clique em “Ok“.

5

Depois de criar essa última partição, Você verá na imagem abaixo a ferramenta de particionamento com todas as modificações que serão feitas.

Atenção para o Dispositivo para a instalação do carregador de inicialização, selecione a partição efi. O sistema utilizado para este artigo, essa partição corresponde /dev/sda2. Isto é, a segunda partição no disco rígido. Clique em Install Now (Instalar agora) para continuar com o resto da instalação.

6

 

Aparecerá uma nova janela para você confirmar as mudanças, clique em “Continue.

O resto da instalação é igual a todas as outras versões, veja a seguir.

ubuntuinstall7

Um mapa do mundo aparecerá. O objetivo dele é torná-lo possível para Ubuntu para definir o tempo em seu relógio corretamente.

Clique onde você vive no mapa ou iniciar digitando-o na caixa fornecida e clique em “Continuar“.

ubuntuinstall8

Quase lá. Apenas mais dois passos antes do Ubuntu está instalado.

Agora você precisa escolher o layout do teclado. Selecione seu idioma de teclado no painel da esquerda e, em seguida, o layout físico real no painel da direita.

Como alternativa, clique na opção de layout de teclado detectar e provavelmente mais do que fazê-lo para você.

Testar o layout de teclado que você escolheu, escrevendo na caixa fornecida. Especificamente experimentar símbolos como o cifrão, símbolo da libra, hash tags, marcas do discurso, barras e outros caracteres especiais como estas são as chaves que tendem a se mover em um teclado.

Clique em “Continuar“.

ubuntuinstall9

O passo final é criar um usuário padrão.

Digite seu nome e dar o seu computador um nome.

Digite um nome de usuário na caixa fornecida e escolher uma senha e repeti-la.

Clique no botão “Solicitar minha senha para entrar“. Eu realmente não recomendo ninguém deixando log sua máquina automaticamente a menos que seja uma máquina virtual usada para fins de teste.

Por fim, clique em “Continuar“.

Os arquivos serão copiados para o seu computador.

Quando o processo terminar, reinicie o computador.

A máquina irá reiniciar como menu do Grub, onde durante dez segundos, você será apresentado para escolher qual sistema operacional que você deseja usar mais:Ubuntu 16.04 ou Windows 10 .

Ubuntu 16.04 é designado como sistema operacional padrão para iniciar a partir. Assim, basta pressionar Enter ou esperar por esses 10 segundos de tempo limite para iniciar.

Grub-Menu-Select-Ubuntu-or-Windows-to-Boot

É isso aí! Em caso de necessidade de voltar para o Windows , basta reiniciar o computador e selecione o Windows Boot Manager a partir do menu do Grub.

Fonte: Everyday Linux User

Veja também.

Dual-Boot Ubuntu 16.04 E Windows 10 Em Um PC Com Firmware UEFI

Como instalar o Ubuntu 16.04 juntamente com o Windows 10 ou 8 em Dual-boot

Ativar ou desativar o Fast Startup no Windows 10.

Como desabilitar e reabilitar a hibernação no Windows.

Até a próxima.

Instalar o Linux Mint 17.1 em Dual Boot com o Windows 10 em sistemas UEFI

Este tutorial irá orientá-lo sobre como você pode instalar o Linux Mint 17.1 (Rebecca) Cinnamon em dual-boot com máquinas que vem pré-instalado com a última versão do sistema operacional Windows 10 ou como você instalar os dois sistemas ao mesmo tempo no mesmo disco rígido em máquinas que vem com nenhum sistema operacional instalado por padrão.

Como saber se o seu computador tem um BIOS UEFI.

Em primeiro lugar é muito importante saber se o seu PC tem um BIOS UEFI.

No Windows vá até o Menu Iniciar e na caixa de pesquisa na parte inferior e digite “Informações do sistema” e quando o ícone aparece na parte superior clique sobre ele.

4e7ec5ae-63cf-4e83-a0f8-7b2d63c31bd4_0

Na metade do painel à direita, há um item chamado de modo BIOS. Se ele diz que UEFI, então está tudo ok, veja a imagem abaixo.

systeminformation2

O procedimento de instalação a seguir se aplica em computadores com firmware UEFI e um único disco rígido e se concentra em como instalar e inicializar o Linux Mint de firmware UEFI junto com o Windows 10 (não em Legacy Mode, onde você pode usar GPT estilo de layout de partição). Além disso, se você máquina vem pré-instalado com o Windows 10, você deve encolher o a unidade C: no Windows 10 usando o Gerenciamento de Disco – (executar> diskmgmt.msc recurso), a fim de redimensionar o espaço que será utilizado para partições do Linux Mint.

REQUISITOS

  • Encolher a unidade C:| no Windows 10 para liberar espaço no disco rígido para a instalação do Linux Mint.
  • Imagem Linux Mint 17.1 DVD ISO ou Pendrive.
  • Baixar uma imagem .iso do Linux Mint 17.1 de 64 bits.
  • Pendrive deve ser formatado em tabela GPT.

PRIMEIRO PASSO – Alterar configurações UEFI

1.     Depois de ter baixado e queimado a Imagem ISO do Linux Mint 17.1  em conteúdo de mídia de DVD ou Pendrive em sua unidade de DVD e reiniciar a máquina.

Após a reinicialização do sistema nas configurações do UEFI, desabilitar opção Secure Boot (se for suportado) e o UEFI, e instruir a máquina para inicializar a partir EFI unidade de CD / DVD. Em algumas placas-mãe você pode entrar no menu de inicialização ou configurações EFI apenas pressionando uma tecla de função específica (F12, F8, F2) durante máquina start-up (consulte o manual da máquina para teclas de função) ou empurrando um pequeno botão que está localizado na os lados da máquina, geralmente no caso de computadores portáteis. Ao entrar no Windows 10 desabilitar a opção Fast Startup e também a função de Hibernação..

 

1

SEGUNDA ETAPA – mídia de instalação do Boot Linux Mint no modo live.

2.    Quando a primeira tela de inicialização com GRUB aparece, selecione Iniciar Linux Mint 17.1 de 64 bits e pressione a tecla Enter para carregar o conteúdo de mídia de DVD e iniciar o Linux Mint no modo Live.

2

TERCEIRO PASSO – Instalar o Linux Mint.

3.     Depois que o sistema estiver dado o boot por completo, iniciar o processo de instalação clicar no atalho em  Instalar o Linux Mint, escolha o idioma para o instalador, em seguida, clicar em Continuar para avançar.

3

4

4.    Após o instalador verifica o seu espaço em disco e ligação à Internet duramente atingida clicar em Continuar para passar a próxima opção.

5

5.     No passo seguinte escolher something else( algo mais) para o tipo de instalação, a fim de criar partições personalizadas para Linux Mint e clicar em Continuar.

6

6.     Agora é hora de particionar o disco rígido, a fim de instalar o Linux Mint em dual-boot com o Windows.Como você pode ver, o disco rígido tem algumas partições já criados pelo Windows por isso não tocar nessas partições de qualquer forma. Em vez disso, selecione o espaço livre que foi redimensioando na unidade C:e clicar no abaixo + , a fim de criar duas novas partições: / home e / (raiz).

Obs.: não é preciso criar uma partição ESP para o UEFI, porquê ela já foi criada pelo Windows 10.

7

7.    A primeira partição criada será a partição / (root), que será configurado com as seguintes configurações.Quando você terminar de configurar a partição, clicar em OK para criar partição.

– Tamanho = min 8000 MB

– Type = Primary

– Localização = início deste espaço

– Use como sistema de arquivos: EXT4 journaling

– Ponto de Montagem = /

8

8.     Em seguida, escolha novamente o espaço livre e  clicar no botão + para criar a segunda partição para o /home, onde todos os seus documentos de usuário e configuração residirá (similar ao windows). Para a segunda partição utilizar as seguintes definições:

– Tamanho= deixá-lo como padrão se quiser que todo o restante espaço livre para ser usado

– Type = Primary

– Localização= início deste espaço

– Use como sistema de arquivos: EXT4 journaling

– Ponto de Montagem = / home

9

10

9.     Quando você terminar de acertar e clicar em OK botão novamente para criar partição, inspecionar seu esquema de particionamento de novo e, em seguida, e clicar em Instalar agora, a fim de aplicar as configurações e iniciar a instalação do sistema. Se você não tem a configuração de uma partição / swap para o seu sistema, o instalador irá notificá-lo através de uma janela de aviso de pop-up, a fim de voltar ao menu de particionamento. Se o seu sistema tem 4GB de RAM mínimo, não há nenhum ponto na criação de uma partição swap, é só clicar em Continuar para prosseguir. Além disso, clicar em Continuar novamente na próxima aviso pop-up, a fim de passar para a próxima etapa, tal como apresentado nas imagens abaixo.

11

12

13

10.    Na próxima etapa, o instalador detecta e configura automaticamente o seu fuso horário e localização, caso você tenha uma conexão de Internet ativa. Se a sua máquina não tiver uma conexão à Internet, selecione o local mais próximo a partir do mapa e clicar em Continuar para avançar.

14

11.     Em seguida, selecione você layout de teclado favorito e clique em Continuar para prosseguir.

15

12.     No último passo criar o administrativo usuário e escolha uma forte senha, a fim de proteger esta conta. Além disso, escolha o seu nome do computador e selecione Exigir a minha senha para entrar, em seguida, clique em Continuar e aguarde a instalação para concluir.

16

17

13.     Após a conclusão da instalação, reinicie a sua máquina, a fim de usar o Linux Mint.

18

14.    Isso é tudo! Agora que você instalou o Linux Mint 17.1 em seu computador em dual-boot com o Windows 10 em sistemas com firmware UEFI. A partir do menu do GRUB, selecione seu sistema operacional favorito para arrancar – selecionar o Windows Boot Manager, a fim de iniciar o Windows 10.

Selecione Linux Mint para iniciar e faça login com as credenciais criadas no processo de instalação.

19

20

15. Depois de ter entrado com sucesso em Linux Mint abra um terminal e entrar os seguintes comandos para atualizar seu sistema:

sudo apt-get update
sudo apt-get upgrade
sudo apt-get dist-upgrade

21

Embora este tutorial foi testado em ambiente UEFI virtualizado sob VMWare com o Windows 10 instalado em um disco rígido menor o mesmo procedimento pode ser usado para instalar o Linux Mint juntamente com outras versões do Windows, como o Windows 8.1, 8 ou 7, mas eu não garanto que ele vai trabalhar para você 100 por cento porque UEFI arrancar processo depende de suas instruções de firmware UEFI máquina.

Se o Windows carregar automaticamente

Se em algum momento você iniciar pelo Windows primeiro sem antes aparecer a tela do GRUB, e então você vai encontrar um problema. Desse ponto em diante, a máquina irá arrancar direto para o Windows, e será como se GRUB e Linux nunca existiu. Em UEFI, e como GRUB, tem uma ordem de inicialização. Alterando a ordem é exatamente o mesmo que foi com BIOS.

As imagens abaixo é de um Laptop HP Pavilion 17.3 – Intel Core i5 – 6GB Memória com Windows 10 pré-instalado.

Nessa máquina, pressionar F9 durante a inicialização fará com que o menu de inicialização, onde normalmente, se você quiser que a máquina para inicializar a partir de um Pendrive USB. Neste caso, neste Laptop haverá uma opção “ubuntu” e uma opção “Windows Boot Manager“, juntamente com as opções esperadas para HDD, SSD, USB, etc. E assim, como você pode alterar a ordem de inicialização para atribuir prioridade à USB ou CD/DVD, você poderá alterar a ordem para dar o “ubuntu” como prioridade sobre a opção “Windows boot Manager“.

Veja as imagens abaixo e repare no menu de inicialização. Observe a opção do Windows está no topo, e, portanto, tem prioridade.

bootMgrWindows

Entrar na BIOS ou UEFI, ou seja o que é chamado agora. Sob a guia de configuração do sistema, selecione Opções de inicialização (Boot Options.).

sysconfigurationUEFI

Em UEFI Boot Order no novo menu, desloque-se para OS Boot Manager. Uma pequena janela irá aparecer e exibir as duas opções.Nesse caso, a opção do Windows Boot Manager ficou acima da opção “ubuntu“, então pressione F5 (ou F6) para alterar a ordem.

changeBootOrder

Uma vez que a ordem é alterada, você precisa salvar e sair. A partir de agora, o computador deve sempre inicializar no GRUB, o que irá, em seguida, dar-lhe a opção de boot em qualquer Linux ou Windows.

Leia também: Everyday Linux User. e WebsetNet

Como ativar ou desativar o Fast Startup no Windows 10, clique aqui.

Fonte: ByteLinux

Até a próxima!

Instalação Dual Boot Mageia+Windows 8+UEFI

Esta seção se adequa ao caso muito comum, onde um computador é distribuído com o Windows 8.x instalado no disco inteiro. Há duas opções:

  • Usando o espaço livre em uma partição Microsoft Windows

É a maneira automática, o instalador detecta e monta o ESP, libera espaço e cria /, /home e de swap sem pedir qualquer pergunta.

  • Particionamento de disco personalizado

É a maneira manual, você tem que criar /, /home, swap e ainda mais, se quiser, definir o seu tamanho, e montá-los além do ESP que também é preciso montar. Com esta opção você também pode decidir para redimensionar a partição do Windows com ele mesmo ou um software de terceiros Windows antes de iniciar a instalação Mageia.

Preliminares

  • Secure boot (Inicialização Segura) deve ser desativado. Isso pode ser feito no firmware set-up.
  • Rápido Startup (Fastboot) deve ser desativado. abra o Painel de Controle (ícones visualizar), e clique no Opções de energia ícone, em seguida, clique em Escolher o que os botões de energia, Alterar configurações não disponíveis no momento e desmarcar Ligue inicialização rápida sob as configurações de desligamento.
  • Desfragmentar a partição do Microsoft Windows.
  • Confira se há pelo menos 30 GB de espaço livre na partição do Windows.
  • Faça backup dos dados importantes.

Usando o espaço livre em uma partição Microsoft Windows.

As primeiras telas são, como de costume, em seguida, um aviso diz o instalador encontrou uma partição do Windows e está computando seu tamanho

1

Sob a opção “Usar o espaço livre em uma partição Microsoft Windows” você pode ver o tamanho do instalador sugere para liberar para Mageia (11 GB no screenshot) e o restante para Windows (115 GB no screenhot) . Podemos ampliar o tamanho previsto para Mageia:

2

Mova o cursor do mouse sobre a interface entre a luz azul do Windows partição ea partição azul escuro Mageia, aparece uma seta dupla. Veja o círculo vermelho na captura de tela abaixo.

3

À esquerda, clique e segure o mouse enquanto se move em direção a sua mão esquerda / direita para ampliar / reduzir a partição Mageia. Tenha em mente que o tamanho definido (36 GB na captura de tela) é para toda a Mageia (/, /home, e de swap). Clique no botão Next quando terminar.

4_2

Um aviso de segurança.

5_2

E outro para o Windows diz que vai lançar uma verificação automática e reinicie a próxima vez que você vai iniciá-lo (se houver).

6_2

Clique em OK e a instalação vai continuar de forma semelhante a uma instalação em modo legado.

Particionamento de disco personalizado.

Use esta opção se você quiser um controle total da instalação. Por exemplo, para criar mais partições do que apenas os três tradicional, ou se você quiser uma instalação parcialmente utilizando o espaço livre, usando parcialmente as partições existentes e parcialmente utilizando o espaço livre em uma partição Microsoft Windows.

Aqui está um exemplo onde queremos instalar Mageia em quatro partições (/, /usr, /home e de swap) em um disco que tem algum espaço livre, uma partição não usada e uma partição Microsoft Windows. Na fase de partição, escolha “particionamento de disco personalizado“.

7_1

Estamos indo para instalar /home no espaço livre. Selecione-o e clique no botão “Criar

8_1

Por padrão, o sistema define o tamanho em 1884 MB, nós vamos aumentá-la ao máximo com o controle deslizante “Tamanho em MB”. Nós também definir o “tipo de sistema de arquivos” para ext4 e o “Ponto de montagem” para /home usando as listas drop-down. Clique no botão “OK“.

EFI-duowin-custom003_1

Podemos ver /home está pronto. Vamos agora usar a partição sda8 existente para /. Esta partição é formatado NTFS, não é o tipo certo. Para alterá-lo, clique no botão “Alternar para o modo expert” …

EFI-duowin-custom004_1

… E, em seguida, no botão “Type“.

EFI-duowin-custom005_1

Selecione o tipo ext4.

EFI-duowin-custom006_1

Você é avisado que você vai perder todos os seus dados nesta partição.

EFI-duowin-custom007_1

Em seguida, use o botão “Ponto de montagem” para defini-la como /. Podemos verificar nessa screenshot que a partição é do tipo ext4 (em vermelho) e montado em /.

EFI-duowin-custom008_1

Agora, vamos diminuir a partição do Windows para criar a partição /usr. Clique em sda4 (em azul) e, em seguida, no botão “Redimensionar” 

EFI-duowin-custom009_1

Aceite as informações.

EFI-duowin-custom010_1

Escreva o novo tamanho no “New tamanho em MB” campo. Por exemplo 70000.

EFI-duowin-custom011_1

e clique no botão “OK“.

EFI-duowin-custom012_1

Aceite o aviso.

EFI-duowin-custom013_1

E você pode ver o espaço livre recém-criado. Selecione-o e clique no botão “Create“.

EFI-duowin-custom014_1

Defina o tamanho ao máximo, utilizando o botão “+” …

EFI-duowin-custom015_1

… e definir o “tipo de sistema de arquivo” para ext4 e o “Ponto de montagem” para /usr. Clique no botão “OK“.

EFI-duowin-custom016_1

Podemos verificar nesse screenshot que sda10 está corretamente montado em /usr e tem o tipo de sistema de arquivos a direita: ext4.

EFI-duowin-custom017_1

Por fim, verifique sempre que você tem o ESP (sda2 na captura de tela) montado em /boot /EFI. Se não, corrigi-lo com o botão “Mount“.

EFI-duowin-custom018_1

Até a próxima!