Instalando o Fedy no Fedora 27

FEDY (anteriormente chamada de Fedora Utils) é uma ferramenta de pós instalação para o Fedora. Ela permite instalar vários pacotes que normalmente não estão disponíveis nos repositórios oficiais do Fedora, tais como o Adobe Flash, o Java da Oracle, Atom, Brackets e muitos outros, bem como alguns ajustes, como uma melhor renderização de fonte ou a limpeza do lixo.

F27_1

Com o Fedy também é possível que você instale códecs multimídia, como suporte a MP3, Opera, Chrome, Vivaldi, Skype, Telegram, Temas e muito mais, com apenas alguns cliques.

Será preciso adicionar o repositório do programa ao sistema e em seguida, instalar os repositórios do RPMFusion.

Para fazer esses procedimentos acesse o site do Fedy.

Até a próxima!

Anúncios

Instalando Plank no Ubuntu

Plank pode ser uma dock bem simples. O objetivo é fornecer apenas o que é necessário em uma dock e absolutamente nada mais. Ela, no entanto, é uma biblioteca que pode ser estendida para criar outros programas de dock com recursos mais avançados.

Ub Mate 1

Instalando o Plank.

  1. O Plank se encontra dos repositórios do Ubuntu, mas se você quiser ter as versões mais recentes, adicione a PPA, entre no terminal e digite o seguinte comando:
sudo add-apt-repository ppa:ricotz/docky

2. Depois de digitar sua senha e pressionar ENTER, execute os comandos para atualizar e instalar o Plank:

sudo apt update
sudo apt install plank

 

Adicionar o Plank ao iniciar o Ubuntu

Para adicionar o Plank para que ele inicie junto com o sistema entre no menu e procure por Preferências/Aplicativos de sessão e adicione uma entrada para o Plank com o comando “plank” sem as aspas como na imagem abaixo:

Ub Mate 2

Removendo Plank.

O PPA pode ser removido acessando o menu e depois ir em Programas & Atualizações -> Outros programas, e para remover o Plank, execute o comando:

sudo apt remove plank

Obs.: nesse exemplo usei o Ubuntu Minimal com o Mate como ambiente gráfico.

Fonte: UbuntuHandBook

Até a próxima!

Escolhendo um gerenciador de janelas no LXQt

Tradicionalmente, o LXQt usa o gerenciador de janelas openbox por ser leve, mas outros gerenciadores de janelas, como Kwinmutterxfwm4 também podem ser usados.

WM LXQt 1

Nesse post será mudado o gerenciador de janelas para o kwin, que é altamente acessível, boa decoração de janelas e muitos outros recursos.

Instalando o kwin e sistemas de configuração no Ubuntu.

Entre no terminal e execute o seguinte comando:

sudo apt --no-install-recommends install kwin-x11 kwin-style-breeze kwin-addons systemsettings

Agora defina kwin_x11 como gerenciador de janelas através do menu em Preferências/Configurador de sessão do LXQt.

WM LXQt 2

Obs.: Por segurança reinicie o computador/notebook para que as alterações tenham efeito.

Fonte: PcSuggest.

Até a próxima!

Instalar Tasksel no Ubuntu

O Tasksel é um aplicativo usado para instalar tasks, essas são metapacotes que instalam um conjunto de pacotes que compõem um ambiente gráfico ou um serviço.

É uma ferramenta que instala múltiplos pacotes (ambientes gráficos).

Tasksel

Obs.: Todos os ambientes gráficos tem a opção mínima (minimal).

Se o Tasksel não vier instalado no seu Ubuntu ou derivados, entre no terminal e digite o seguinte comando:

sudo apt install tasksel

Com o Tasksel instalado, abra ele com o comando abaixo no terminal.

sudo tasksel

 

Lista de tasks ambiente minimal.
  • Kubuntu Desktop
  • Lubuntu minimal installation ( Gtk Part )
  • Lubuntu minimal installation ( QT Part )
  • Ubuntu Budgie Desktop
  • Ubuntu Mate Minimal
  • Ubuntu Studio Minimal DE Installation
  • Vanilla Gnome Desktop
  • Xubuntu minimal Installation

Instalação de Ambiente Gráfico

Nesse exemplo foi selecionado o Xubuntu minimal.

Selecione com as setas do teclado, marque com o espaço e confirme teclando “Enter“.

Tasksel 2

Aguarde …

Tasksel 3

Ao final da instalação reinicie o computador.

Na tela de login escolha o novo ambiente gráfico clicando na engrenagem e log.

 

Removendo um ambiente gráfico instalado.

Pra remover um determinado ambiente gráfico dê os comandos abaixo para o ambiente escolhido.

sudo apt remove --purge xubuntu-desktop ; sudo apt remove --purge xfce4* ; sudo apt autoremove

Com os comandos acima você remove o ambiente gráfico e praticamente tudo instalado por ele, mas alguns aplicativos podem ficar, nesse caso e se você não os usa, remova manualmente com.

sudo apt remove --purge nomedoprograma ; sudo apt autoremove

Fonte: Linux Dicas & Suporte.

Até a próxima!

Como criar uma ISO instalável com Systemback

O Systemback é uma aplicativo de backup que permite que você crie uma cópia completa do seu sistema e transforme ele numa ISO instalável e que também funciona em modo live.

systemback

O Systemback é um programa muito poderoso e pode servir para fins bem diversos, todos relacionados a backup mas com muita versatilidade.

  • Cópia do sistema:
  • Instalação do sistema;
  • Criar sistema live;
  • Reparo do sistema;
  • Atualização do sistema.

Veja Como instalar o SystemBack no Ubuntu – Faça Backups ou crie livecds facilmente.

Com o Systemback você pode criar pontos de restauração do sistema, da mesma forma com que você faz com aquele recurso tradicional do Windows, você também pode criar uma cópia completa do sistema e armazenar para fazer backup e também criar uma ISO do sistema para você possa instalar em outro computador ou dar a algum amigo, usar como sistema de backup para você mesmo ou seja lá o que você queira fazer com ele.

Agora você pode criar uma remasterização do seu sistema para uso próprio ou dar para algum amigo e assim facilitar a sua vida em caso de necessidade de reinstalar o sistema ou para finalidades diferentes, como no meu exemplo do vídeo, utilizar em um laboratório de informática e formatar vários computadores de forma igualitária já com programas instalados e o sistema configurado e atualizado da forma com que ele precisava estar.
Dica: O Systemback tem a limitação de 4 GB para a criação de uma ISO, então evite deixar arquivos no sistema caso você queira criar uma remaster para utilização, a menos que o seu objetivo seja realmente apenas fazer backup.

 

Fonte: Como criar uma cópia completa do seu sistema e transformar em uma ISO instalável.

Veja também:

Como criar uma Live do Linux com o Systemback.

Aprenda a criar a sua propria distribuição Linux pensonalizada com o SystemBack.

Continuação como usar o instalador do SystemBack , crie sua propria distribuição Linux personalizada.

Até a próxima!