Instalar o MintMenu no Ubuntu com Mate

O MATE é um ambiente muito usado pelos usuários de linux, esse se baseia no Gnome 2.

MintMenu

Para instalar o MintMenu no MATE vamos usar um repositório mantido pela equipe do NoobsLab, abra o terminal e cole os seguintes comandos:

sudo add-apt-repository ppa:noobslab/mint
sudo apt update
sudo apt install mintmenu

 

Se não der certo o repositório da NoobsLab, você pode adicionar o repositório abaixo:

deb http://www.linuxmint.com/repository bianca/

Agora atualize os repositórios e instale com os comandos:

sudo apt-get update
sudo apt install mintmenu

 

Depois de instalado:

  • Clique com o botão direito do mouse no painel do MATE;
  • selecione “Adicionar ao painel” ;
  • escolha MintMenu;
  • Mova-o para onde você gosta.

Alterando o ícone no menu.

Caminho para encontrar o ícone do Ubuntu se você quiser alterar o ícone do menu:
sistema de arquivos: /usr/share/icons/Humanity-Dark/places/24. Copie o arquivo start-here.svg

Agora vá para a sua pasta /home e crie uma nova pasta chamada .icons. Lembrando que esse tipo de pasta é oculta, para visualizar, no Caja clique em Ver/Mostrar arquivos ocultos ou (Ctrl + H). Agora cole o arquivo start-here.svg na pasta .icons

Você precisa renomear esse arquivo, por exemplo, iconemenu

E preciso agora editar o Dconf, vá no menu/Ferramentas do Sistema/editor do dconf. No Dconf, vá em org/mate/panel/menubar. À direita, selecione icon-name e dê duplo clique em Valor, ou seja, no nome atual do ícone. Em seguida digite o nome do arquivo, que no exemplo foi iconemenu, só digite o nome e sem a extensão do arquivo, clique na parte branca e feche o Dconf. O novo ícone já aparecerá no menu.

Adicionando novo Menu no painel.

Se você quiser trocar o menu do ambiente MATEclicar com o botão direito do mouse e clicar Adicionar e depois descer e selecionar Menu Principal e clicar em Adicionar.

Fonte: Wiki.mate.org

Até a próxima!

Correção da Sources.List do Ubuntu 16.04

Se você está tendo problemas com a atualização do Ubuntu 16.04, corrija a sua sua Sources.list aqui.

 

Sources.list padrão do Ubuntu 16.04. LTS  Xenial Xerus 64 bits.

[Ubuntu 16.04.3 LTS _Xenial Xerus_ – Release amd64 (20170801)]/ xenial main restricted

# See http://help.ubuntu.com/community/UpgradeNotes for how to upgrade to
# newer versions of the distribution.
deb http://br.archive.ubuntu.com/ubuntu/ xenial main restricted
# deb-src http://br.archive.ubuntu.com/ubuntu/ xenial main restricted

## Major bug fix updates produced after the final release of the
## distribution.
deb http://br.archive.ubuntu.com/ubuntu/ xenial-updates main restricted
# deb-src http://br.archive.ubuntu.com/ubuntu/ xenial-updates main restricted

## N.B. software from this repository is ENTIRELY UNSUPPORTED by the Ubuntu
## team. Also, please note that software in universe WILL NOT receive any
## review or updates from the Ubuntu security team.
deb http://br.archive.ubuntu.com/ubuntu/ xenial universe
# deb-src http://br.archive.ubuntu.com/ubuntu/ xenial universe
deb http://br.archive.ubuntu.com/ubuntu/ xenial-updates universe
# deb-src http://br.archive.ubuntu.com/ubuntu/ xenial-updates universe

## N.B. software from this repository is ENTIRELY UNSUPPORTED by the Ubuntu
## team, and may not be under a free licence. Please satisfy yourself as to
## your rights to use the software. Also, please note that software in
## multiverse WILL NOT receive any review or updates from the Ubuntu
## security team.
deb http://br.archive.ubuntu.com/ubuntu/ xenial multiverse
# deb-src http://br.archive.ubuntu.com/ubuntu/ xenial multiverse
deb http://br.archive.ubuntu.com/ubuntu/ xenial-updates multiverse
# deb-src http://br.archive.ubuntu.com/ubuntu/ xenial-updates multiverse

## N.B. software from this repository may not have been tested as
## extensively as that contained in the main release, although it includes
## newer versions of some applications which may provide useful features.
## Also, please note that software in backports WILL NOT receive any review
## or updates from the Ubuntu security team.
deb http://br.archive.ubuntu.com/ubuntu/ xenial-backports main restricted universe multiverse
# deb-src http://br.archive.ubuntu.com/ubuntu/ xenial-backports main restricted universe multiverse

## Uncomment the following two lines to add software from Canonical’s
## ‘partner’ repository.
## This software is not part of Ubuntu, but is offered by Canonical and the
## respective vendors as a service to Ubuntu users.
# deb http://archive.canonical.com/ubuntu xenial partner
# deb-src http://archive.canonical.com/ubuntu xenial partner

deb http://security.ubuntu.com/ubuntu xenial-security main restricted
# deb-src http://security.ubuntu.com/ubuntu xenial-security main restricted
deb http://security.ubuntu.com/ubuntu xenial-security universe
# deb-src http://security.ubuntu.com/ubuntu xenial-security universe
deb http://security.ubuntu.com/ubuntu xenial-security multiverse
# deb-src http://security.ubuntu.com/ubuntu xenial-security multiverse

 

Para editar o arquivo digite o seguinte comando:

sudo gedit /etc/apt/sources.list

Salve as mudanças feitas e feche o editor.

Agora entre como o seguinte comando para atualizar os repositórios:

sudo apt update

Agora verifique as atualizações com o comando:

sudo apt upgrade

Para visualizar o arquivo entre no terminal e digite:

cat /etc/apt/sources.list

Desabilitando os repositórios Multiverse e Universe.

Obs.: Pacotes no repositório Multiverse frequentemente têm questões de licenciamente que não permitem que eles sejam distribuídos com um sistema operacional livre e podem ser ilegais na rua região.

Obs.: Esteja ciente que nem o repositório Universe ou o Multiverse contém pacotes oficialmente suportados. Em particular, talvez não seja seguro atualizar para estes pacotes.

Por padrão, os repositórios Universe e Multiverse são habilitados se desejar desabilitá-los edite /etc/apt/sources.list e comente as seguintes linhas:

deb http://archive.ubuntu.com/ubuntu xenial universe multiverse
deb-src http://archive.ubuntu.com/ubuntu xenial universe multiverse

deb http://us.archive.ubuntu.com/ubuntu/ xenial universe
deb-src http://us.archive.ubuntu.com/ubuntu/ xenial universe
deb http://us.archive.ubuntu.com/ubuntu/ xenial-updates universe
deb-src http://us.archive.ubuntu.com/ubuntu/ xenial-updates universe

deb http://us.archive.ubuntu.com/ubuntu/ xenial multiverse
deb-src http://us.archive.ubuntu.com/ubuntu/ xenial multiverse
deb http://us.archive.ubuntu.com/ubuntu/ xenial-updates multiverse
deb-src http://us.archive.ubuntu.com/ubuntu/ xenial-updates multiverse

deb http://security.ubuntu.com/ubuntu xenial-security universe
deb-src http://security.ubuntu.com/ubuntu xenial-security universe
deb http://security.ubuntu.com/ubuntu xenial-security multiverse
deb-src http://security.ubuntu.com/ubuntu xenial-security multiverse

 

Fonte: Help Ubuntu

Até a próxima!

Instalando MATE Tweak no Ubuntu

Com MATE Tweak instalado no Ubuntu com ambiente MATE será possível fazer ajustes de configuração com essa ferramenta.

mate-tweak-1

Agora o Ubuntu MATE tem uma ferramenta de ajustes chamada “MATE Tweak”, desenvolvida por Martin Wimpress, que é co-fundador e líder do projeto para o Ubuntu MATE. MATE Tweak é uma ferramenta de configuração simples escrita em Python. Ela é um fork do MintDesktop que remove as opções de configuração específica do Mint.

mate-tweak-2

mate-tweak-3

Instalando o Mate Tweak no Ubuntu 18.04

Para instalar basta digitar o seguinte comando:

sudo apt install mate-tweak

Instalando o MATE Tweak no Ubuntu 16.04

Para instalar a ferramenta de ajustes MATE Tweak no Ubuntu e ainda poder receber automaticamente as futuras atualizações dele, você deve fazer o seguinte:

Abra o terminal e adicione o repositório com o seguinte comando:

sudo add-apt-repository ppa:ubuntu-mate-dev/ppa

Atualize o gerenciador de pacotes com o comando:

sudo apt update

Agora use o comando abaixo para instalar o programa:

sudo apt install mate-tweak

 

Fonte: UbuntuHandBook

Até a próxima!

Captura de tela no Ubuntu

Nesta dica, será mostrado como realizar capturas de telas (screenshots) com a tecla PrtScn do seu teclado.

Esta captura de tela será feita quando do clique na tecla do teclado chamada “PrintScreen” que dependendo fabricante tem diferentes nomes, nomeadamente: “PrtSC”, “PrtScreen”, “Prt SC, Sys Rq”, “Print” entre outros.
Assim, quando você clica nesta tecla, o Ubuntu recebe um efeito de flash, como se fosse a tirar uma fotografia, e apresenta uma nova janela para que você possa guardar a imagem na localização que pretender.

Há várias formas de usar essa tecla:

  1. Pressionando a Print Screen sozinha – isso tira uma cópia da tela inteira;
  2. Pressionando as teclas Alt + Print Screen – o que tira uma cópia apenas da janela em foco;
  3. Pressionando as teclas Shift + Print Screen – neste caso, o cursor do mouse muda para uma cruz e você pode selecionar uma região da tela para copiar. Deve então pressionar ENTER (ou RETURN) para copiar a região selecionada;
  4. PrintScreen do ambiente de trabalho: CTRL+PrtSC;
  5. PrintScreen à janela ativa do ambiente de trabalho: CTRL+ALT+PrtSC;
  6. PrintScreen a uma zona do ambiente de trabalho: Shift+CTRL +PrtSC.

Em ambos os casos, como já foi dito o sistema faz a tela piscar e emite o som de um flash de câmera fotográfica. Em seguida, abre uma caixa de diálogo contendo uma ilustração da imagem capturada, um botão para copiar a imagem para área de transferência do computador e opções para salvar a imagem no disco com um nome e em uma pasta específicos.

Até a próxima!