Baixar vídeos do Youtube com o ClipGrab

Se você quer baixar vídeos do YouTube, instale o ClipGrab no Ubuntu, Linux Mint.

ClipGrab é capaz de baixar e converter vídeos de diferentes sites, como o Youtube. A aplicação permite capturar links de vídeos streaming e transformá-los nos formatos mais populares. como MP4 e MP3.

Obs.: Nessa instalação, vamos adicionar uma PPA, mas se você quiser pode depois da instalação, remover.

Instalando o ClipGrab no Ubuntu e derivados.

1. Abra o seu Terminal e adicione o repositório do ClipGrab:

sudo add-apt-repository ppa:clipgrab-team/ppa

2. Em seguida, atualize o gerenciador de pacotes com o comando:

sudo apt update

3. Agora, execute o comando abaixo para instalar o ClipGrab:

sudo apt install clipgrab

 

Para remover o programa, basta executar os seguintes comandos no seu Terminal:

sudo apt remove clipgrab
sudo apt autoremove

 

Até a próxima!

 

 

 

Instalando o Mutter e Metacity com o Mate Tweak

Olá pessoal, nessa dica de hoje, trago como acrescentar novos gerenciadores de janelas no Mate Tweak do Ubuntu Mate.

O Ubuntu Mate vem com o Marco e com o Compiz instalados, mas se você quiser pode adicionar o Mutter e o Metacity.

Mate Tweak 1

Se você quiser testar o Metacity e o Mutter você precisará instalá-los com o seguinte comando:

apt install metacity mutter

44312753cde7cf2b

O Mutter e o Metacity são gerenciadores mais leves e pode ser uma boa escolha para computadores/notebooks mais antigos.

Até a próxima!

 

Dicas de pós-instalação do Fedora 25

Sempre que terminamos de instalar uma distribuição linux nesse caso o Fedora 25, é importante fazer algumas configurações para deixar o sistema ainda melhor, ”E agora o que eu faço?, por onde eu começo?”.Nesse tutorial veremos o que tem de mais essencial para dar o ponto de partida no nosso SO, então vamos lá…

1 – Atualizando os pacotes do sistema:

Digite o comando:

sudo dnf update -y
NO YUMEX (YUM EXTENDER):

Quando abre o Yumex, o programa começa a procurar por novos pacotes, quando terminar a procura, você deve clicar no sinal de (+), fazendo isso o Yumex vai selecionar todos os pacotes para serem baixados. Então depois você precisa clicar em “Aplicar Novas Mudanças“.

Captura de tela em 2017-06-12 14-07-21

Adicionando os repositórios RPM Fusion e instalando codecs multimídia.

O RPM Fusion é a fusão dos projetos Dribble, Freshrpms e Livna, simplificando assim a vida do usuário final. O RPM Fusion é dividido em dois repositórios distintos, o “Free“, que contém softwares de código aberto, e o “Non-free“, que disponibiliza softwares proprietários, codecs e outros. Para adicioná-los, copie e cole os comandos a seguir no terminal:

RPM Fusion Free.
su -c 'dnf install http://download1.rpmfusion.org/free/fedora/rpmfusion-free-release-$(rpm -E %fedora).noarch.rpm'

Importe a chave GPG do repositório com:

sudo rpm --import /etc/pki/rpm-gpg/RPM-GPG-KEY-rpmfusion-free-fedora-25
RPM Fusion Non-free.
su -c 'dnf install http://download1.rpmfusion.org/nonfree/fedora/rpmfusion-nonfree-release-$(rpm -E %fedora).noarch.rpm'

Importe a chave GPG do repositório com:

sudo rpm --import /etc/pki/rpm-gpg/RPM-GPG-KEY-rpmfusion-nonfree-fedora-25

Remova o pacote “gstreamer1-plugin-mpg123” (caso esteja instalado no sistema):

sudo dnf remove gstreamer1-plugin-mpg123

E após, instale os codecs multimídia com:

sudo dnf install amrnb amrwb faad2 flac ffmpeg gpac-libs lame libfc14audiodecoder mencoder mplayer x264 x265 gstreamer-plugins-espeak gstreamer-plugins-fc gstreamer-rtsp gstreamer-plugins-good gstreamer-plugins-bad gstreamer-plugins-bad-free-extras gstreamer-plugins-bad-nonfree gstreamer-plugins-ugly gstreamer-ffmpeg gstreamer1-plugins-base gstreamer1-libav gstreamer1-plugins-bad-free-extras gstreamer1-plugins-bad-freeworld gstreamer1-plugins-base-tools gstreamer1-plugins-good-extras gstreamer1-plugins-ugly gstreamer1-plugins-bad-free gstreamer1-plugins-good

Obs.: Por questões legais, o Fedora (e a grande maioria das distros Linux) não disponibiliza nos repositórios oficiais os codecs para a reprodução de arquivos MP4, WMA, dentre outros.

MP3.

O suporte a reprodução de arquivos MP3, a partir do Fedora 25 os pacotes necessários estão incluídos nos repositórios oficiais (gstreamer1-plugin-mpg123 e mpg123-libs). Para reproduzir somente arquivos MP3, remova o pacote “gstreamer1-plugins-ugly” do sistema (caso esteja instalado) com o seguinte comando:

sudo dnf remove gstreamer1-plugins-ugly

E instale os pacotes a seguir:

sudo dnf install gstreamer1-plugin-mpg123 mpg123-libs

Com isso você poderá escutar as suas músicas em MP3 no Fedora sem a necessidade de adicionar repositórios adicionais.

Instalando o Adobe Flash Player

O Adobe Flash Player, ou apenas Flash Player, é um reprodutor de multimídia e aplicações amplamente distribuído, atualmente é mantido pela Adobe Systems. Alguns sites o utiliza para gerir animações em banners, áreas ilustrativas e até mesmo para streaming de vídeos, o YouTube utilizou por muitos anos a tecnologia Flash para reproduzir seus vídeos on-line. Ainda podemos considerar este plug-in muito importante para quem utiliza a internet.
Vamos então instalá-lo no Fedora, primeiramente devemos instalar o repositório dos aplicativos da Adobe e em seguida efetuar a instalação do Flash Player, sendo assim, execute os seguintes comandos:

Se instalou o Fedora de 64 bits, execute:

sudo dnf install http://linuxdownload.adobe.com/adobe-release/adobe-release-x86_64-1.0-1.noarch.rpm

Se instalou o Fedora de 32 bits, execute:

sudo dnf install http://linuxdownload.adobe.com/adobe-release/adobe-release-i386-1.0-1.noarch.rpm

Importe a chave de assinatura do repositório Adobe:

sudo rpm --import /etc/pki/rpm-gpg/RPM-GPG-KEY-adobe-linux

E instale o Adobe Flash Player com:

sudo dnf install flash-plugin

Para verificar se o Flash foi instalado acesse aqui.

Instalar o Wget.

Wget é um programa livre que propicia o download de dados da web. É parte do projeto GNU. Seu nome deriva de “World Wide Web e Get”. Ele suporta os protocolos “HTTP”, “HTTPS” e “FTP”.

Como root, digite o seguinte comando para instalar:

dnf -y install curl wget

Uma das melhores opções para Downloads, o Wget tem várias vantagens. Para baixar um arquivo da internet, de forma simples e rápida, basta executar o comando com o seguinte argumento: “wget url_do_arquivo_a_ser_baixado“.

Por exemplo, para baixar uma ISO do SparkyLinux é só digitar:

wget https://ufpr.dl.sourceforge.net/project/sparkylinux/testing/sparkylinux-4.6-rc-x86_64-xfce-stb.iso

Supondo que, por algum motivo, o seu download foi interrompido, então como dar continuidade no download de onde ele parou, muito simples, basta utilizar o argumento “-c”, como mostra no exemplo abaixo: entre como root:

wget -c  https://ufpr.dl.sourceforge.net/project/sparkylinux/testing/sparkylinux-4.6-rc-x86_64-xfce-stb.iso

 

Fonte:

Até a próxima!

Como instalar o emulador de terminal Terminix/Tilix no Ubuntu

Veja como instalar o emulador de terminal Terminix/Tilix no Ubuntu e derivados.

Terminix/Tilix é um um novo emulador de terminal GTK3 com divisão de tela em blocos, o que permite ter vários terminais divididos horizontal e verticalmente, e que podem ser reorganizados simplesmente usando arrastar e soltar.

emulador-de-terminal-terminix-1

O melhor de tudo: os leiautes podem ser salvos e restaurados, você também pode mexer no esquema de cores.

Terminix agora chama-se Tilix e as principais mudanças no Tilix 1.5.8 incluem:

  • O estado da janela agora é salvo e restaurado entre as sessões (por exemplo, se uma janela for maximizada quando fechada, ela será maximizada quando você voltar a iniciar o Tilix);
  • As sessões podem ser destacadas usando arrastar e soltar. Eles também podem ser re-anexados a outra janela Tilix;
  • As sessões agora podem ser reordenadas usando arrasto e soltar ou usando Ctrl + Pg Up / Ctrl + Pg Dn;
  • Se Ctrl + C for atribuído para copiar atalho, Tilix é inteligente o suficiente para copiar apenas quando o texto estiver selecionado, caso contrário a interrupção normal (break) será passada;
  • Foi adicionou uma nova variável para títulos no escopo da sessão para o título do terminal ativo;
  • Foi adicionado o suporte para GTK active CSS style. Isso poderia permitir um melhor estilo das barras de título do terminal;
  • Suporte adicional para a funcionalidade de hiperlink do VTE;
  • Correções de bugs.

 

Como instalar o emulador de terminal Terminix/Tilix no Ubuntu e seus derivados:

Para instalar o emulador de terminal Terminix/Tilix no Ubuntu e ainda poder receber automaticamente as futuras atualizações dele, você deve fazer o seguinte:

Abra um terminal e adicione o repositório do programa com este comando;

sudo add-apt-repository ppa:webupd8team/terminix

Atualize o gerenciador de pacotes com o comando:

sudo apt update

Agora use o comando abaixo para instalar o programa:

sudo apt install tilix

Agora é ir no Menu/Sistema ou quando quiser iniciar o programa, digite tilix no Dash (ou em um terminal).

Desinstalando o emulador de terminal Terminix/Tilix no Ubuntu e derivados.

Para desinstalar o emulador de terminal Terminix no Ubuntu e derivados, faça o seguinte:

Abra um terminal;
Desinstale o programa, usando os comandos abaixo;

sudo add-apt-repository ppa:webupd8team/terminix -r -y
sudo apt remove tilix
sudo apt autoremove

 

Até a próxima!

Criando pendrives de boot com IsoDumper

Nesta ocasião, gostaríamos de apresentar-lhe uma ferramenta para gravar imagens ISO desenvolvida pela equipe da Mageia que facilita a gravação de imagens ISO em pendrives USB.

IsoDumper

IsoDumper 1

  • Gravar imagem” (‘Write image’) “é a tarefa básica, para que você selecione a imagem ISO (* .iso) para gravar num pendrive USB. Mas o IsoDumper tem uma vantagem: ele calcula as somas de verificação MD5 e SHA1 – exibido no painel ‘Detalhes’ – permitindo a confirmação da gravação da imagem ISO, se você tem as suas somas de verificação originais para comparar.
  • Backup in’  ‘é uma facilidade muito útil para fazer backup do conteudo do pendrive a ser formato para um arquivo de imagem em seu disco (* .img), a partir do qual ele pode ser subsequentemente restaurado pela função ‘Write image’. Isso permite que você, por exemplo, use temporariamente um pendrive USB para a inicialização ISO sem sacrificar seu conteúdo anterior.
  • Formatar dispositivo” (‘Format device’) não só oferece umas facilidades muito procuradas, mas as vezes  muito difíceis de se encontrar para a formatação de pendrives (cartões de memória USB), com a vantagem de oferecer vários tipos de sistemas de arquivos: FAT 32, NTFS, Ext4.

Para baixar o IsoDumper acesse aqui.

Obs.: Para instalar o IsoDumper é preciso habilitar as mídias Core Release e Core Update.

Até a próxima!