Como formatar um pendrive no Ubuntu

Antes de formatar vamos zerar o Pendrive.

Como zerar o pendrive.

1 – Entre no Utilitário Gnome Disks;

2 – Clique onde mostra o ponteiro do mouse na imagem abaixo;

2017-05-22_07-48-02

3 – Depois clique em Formatar Disco e depois em Formatar;

2017-05-22_07-50-23

Agora sim você pode formatar o pendrive.

Como formatar o pendrive.

Precisa formatar um pen drive com segurança e excluir todos os arquivos no Ubuntu (Linux)? Saiba que é possível fazer isso de modo que ninguém mais consiga recuperar os arquivos presentes no dispositivo externo. Veja como formatar um pen drive com o sistema operacional Ubuntu, na versão 14.04.

formatando-pendrive

Antes de começar a fazer a formatação, tenha certeza que não precisará mais dos arquivos que estão nele. A formatação será definitiva: depois do processo não terá mais como recuperá-los.

Passo 1. Clique no Dash e digite a palavra “discos” (sem as aspas). Quando aparecer o item “Discos”, dê um clique duplo nele.

dash

Passo 2. Na tela do utilitário “Discos”, clique no ícone do pen drive que será formatado;

2

Passo 3. Clique no ícone das engrenagens que fica no lado direito da janela do programa. No menu que aparece, clique na opção “Formatar”;

formatar

Passo 4. Na janela de formatação, informe as opções a serem usadas no processo. Para formatar de forma segura (apagando definitivamente o conteúdo), selecione a opção “Sobrescrever dados existentes com zeros (Lento)” no campo “Apagar”. Em “Tipo”, selecione “Compatível com todos os sistemas e dispositivos (FAT)”, para evitar problemas ao usar o pen drive em diferentes equipamentos. Coloque um nome para o pen drive no campo “Nome” e em seguida, clique no botão “Formatar”;

formatando

Passo 5. Será exibida uma tela de confirmação. Clique no botão “Formatar” para iniciar o processo;

confirmando-formatacao

Passo 6. Aguarde o processo finalizar.

fazendo-formatacao

Pronto! Seu pen drive está formatado e os antigos arquivos estão definitivamente apagados e você poderá usar o dispositivo em qualquer outro computador.

Fonte.

Até a próxima!

Ativar memória Swap no Fedora.

Se você instalou o Fedora 25 e você esqueceu de criar/montar a partição swap , vai precisar ativá-la, pois a mesma vem desativada por padrão no Fedora 25.

Será usado o comando mkswap para configurar a partição swap.

1. Verificar em qual partição está a partição swap:

 sudo fdisk -l | grep swap

Ex.: /dev/sda5   484300800   488396799 4096000  2G 82  Linux  swap / Solaris
Obs.: Veja nesse exemplo que a swap está na partição /dev/sda5

2. Em um prompt de shell como root, digite o seguinte (importante substitua o sda5 pelo seu ponto de montagem da partição swap em todos os seguintes comandos):

mkswap /dev/sda5

3. Para habilitar a partição swap imediatamente, digite o seguinte comando:

swapon /dev/sda5

4. Para ativar a swap automaticamente sempre que inicializar o sistema será necessário editar o arquivo /etc/fstab com o editor de textos que preferir.

sudo gedit /etc/fstab 

Obs.: Poderá usar, por exemplo, o “pluma” no lugar do “gedit“.

5. Acrescentar na última linha do arquivo o seguinte:

/dev/sda5  swap  swap  defaults  0 0

Obs.: sda5 deverá ser substituído pelo dispositivo que representa sua partição swap identificada com o comando do passo 1.

Salve e feche o arquivo.

Sempre que inicializar o sistema a memória swap será utilizada pelo sistema automaticamente.

Até a próxima!

Comando Uname

O comando uname é usado para mostrar informações sobre o sistema no terminal.

Sintaxe: uname [opções]

Se não for usada nenhuma opção, por padrão será assumida a opção -s.

 

Opções do comando uname:

aluno@aluno001 ~ $ uname -a
Linux aluno001 3.16.0-38-generic #52~14.04.1-Ubuntu SMP Fri May 8 09:44:48 UTC 2015 i686 i686 i686 GNU/Linux

 

Para saber apenas a versão do Kernel.

aluno@aluno001 ~ $ uname -r
3.16.0-38-generic

 

O uname também pode ser usado para determinar a arquitetura do kernel (32 ou 64 bits).

Abaixo, o exemplo de um sistema 64 bits.

aluno@aluno001 ~ $ uname -m
x86_64

Agora para um sistema de 32 bits.

aluno@aluno001 ~ $ uname -m 
i686

Imprime na tela o nome do Kernel atual.

aluno@aluno001 ~ $ uname -s
Linux


Mostra o release do kernel atual.

aluno@aluno001 ~ $ uname -r
3.16.0-38-generic

 

 

 

É isso pessoal, até a próxima!

 

 

 

 

 

 


 

 

Comando para saber qual é a versão do seu Ubuntu

Em primeiro lugar é muito importante que você saiba qual é a versão do seu Ubuntu, para isso abra o seu melhor amigo, o terminal e de o comando abaixo.

Segue aqui vários comandos para essa finalidade.

linux@linux:~$ cat /etc/os-release
 NAME="Ubuntu"
 VERSION="14.04, Trusty Tahr"
 ID=ubuntu
 ID_LIKE=debian
 PRETTY_NAME="Ubuntu 14.04 LTS"
 VERSION_ID="14.04"
 HOME_URL="http://www.ubuntu.com/"
 SUPPORT_URL="http://help.ubuntu.com/"
 BUG_REPORT_URL="http://bugs.launchpad.net/ubuntu/"

Como podem ver na saída do comando “cat /etc/os-release” a linha VERSION mostra a versão exata do Ubuntu que é “14.04, Trusty Tahr

Outro comando.

linux@linux:~$ cat /etc/lsb-release
 DISTRIB_ID=Ubuntu
 DISTRIB_RELEASE=14.04
 DISTRIB_CODENAME=trusty
 DISTRIB_DESCRIPTION="Linux Lite 2.8"

O próximo comando mostra também o kernel da distribuição e a arquitetura.

linux@linux:~$ cat /etc/issue.net; uname -ar
Ubuntu 14.04.3 LTS
Linux linux 3.19.0-33-generic #38~14.04.1-Ubuntu SMP Fri Nov 6 18:17:49 UTC 2015 i686 i686 i686 GNU/Linux

 

Esse comando também é muito importante.

linux@linux:~$ cat /proc/version
Linux version 3.19.0-33-generic (buildd@lgw01-40) (gcc version 4.8.2 (Ubuntu 4.8.2-19ubuntu1) ) #38~14.04.1-Ubuntu SMP Fri Nov 6 18:17:49 UTC 2015

 

Espero que essas dicas ajudem a conhecer melhor a sua distribuição linux.

 

 

Até a próxima!