Comando inxi

inxi é uma poderosa ferramenta de informações do sistema por linha de comando, com ele você pode facilmente obter informações de hardware, software e configurações do seu computador.
A instalação é bem simples e vale para Debian, Ubuntu e seus derivados.

Abra o terminal e de o comando abaixo para fazer o download do inxi.

wget ftp://cathbard.com/binary/inxi*.deb

De o comando abaixo para instalar o inxi.

sudo dpkg -i inxi*

De o comando abaixo para resolver as dependências.

sudo apt-get -f install

Para obter a lista completa dos comandos suportados por ele, dê o comando no terminal (isso vale para qualquer programa, quando quiser informações do mesmo)

man inxi

inxi

Instalando no Fedora e derivados.

O programa Inxi encontra-se nos repositórios do Fedora, então para instalar entre com o comando:

dnf install inxi

Aqui vou mostrar alguns comandos.

inxi -A 
Informação sobre o Áudio.

1

inxi -C
Informações sobre o processador.

2

inxi -D
Informações sobre os HD.

3

inxi -f 
Informações sobre flags do processador.

4

inxi -F
Varias informações juntas.

5

inxi -G
Informações sobre a placa de video.

6

É isso pessoal, espero que tenham gostado desse comando, que é muito útil para sabermos informações sobre o computador.

Até a próxima!

Instalação do Mageia com sistemas UEFI

Esse tutorial vai explicar como instalar o Mageia em disco vazio, em uma máquina com sistema UEFI.

BIOS ou firmware UEFI
Firmwares UEFI apareceu há alguns anos para substituir o firmware BIOS e as suas limitações (limitado a discos de 2TB, apenas 4 partições, não há espaço suficiente no MBR para o carregador de boot completo, etc).
Todas as placas mãe hoje em dia têm um firmware UEFI, mas como eles também todos implementar um modo de compatibilidade BIOS (muitas vezes chamado CSM ou legado), você não pode sequer sabem disso.
Se você entrar na configuração do boot, você tem a escolha entre o modo de UEFI ou o modo de compatibilidade do BIOS (na verdade, ambos são UEFI).

Quando escolher o modo de compatibilidade do BIOS

Você está feliz com ele até agora.
Você já tem um disco com uma tabela de partição MSDOS e não quer formatá-lo com uma tabela de partições GPT. (Mas você pode usar um disco GPT com firmware BIOS)
Você tem outras OS instalado no modo BIOS, nunca misture ambos os modos, mesmo em discos separados.

Quando escolher o modo de UEFI.

  • Você tem uma nova máquina, é uma boa ideia para começar com o novo modo UEFI
  • Você tem outro sistema operacional instalado no modo UEFI (por exemplo, Windows 8.1 de 64 bits), nunca misture ambos os modos, mesmo em discos separados.

Bom saber.

  • Instalações UEFI são possíveis a partir Mageia 5 e posterior. Atualizar a partir Mageia 4 ou menor em execução no modo UEFI não é suportado.
  • UEFI precisa GPT (GUID Partition Table) de particionamento de disco
  • UEFI precisa de uma “partição de sistema EFI” (ESP). Isto é uma partição de cerca de 300MB (apenas 100MB com o Microsoft Windows) com um tipo de partição especial e montada em / boot / EFI
  • Secure boot (Inicialização Segura) não tem nada a ver com UEFI (embora ele precisa UEFI) e deve ser desativado (que é impossível em dispositivos ARM certificados pela Microsoft).
  • Se o seu hardware necessita de algumas opções de kernel, consulte esta página
  • Você tem que usar uma mídia de 64 bits arquitetura. DVD dual-boot não está pronto para o arranque UEFI.

Terminologia usada neste página.

  • Instalação em um sistema com o modo de firmware BIOS ou compatibilidade BIOS é chamado de “Legacy” e aquele com firmware UEFI é chamado de “UEFI“.
  • Discos mecânicos e SSD são chamados igualmente “discos”.
  • Nós tratamos somente com especificidades UEFI nesta página, consulte esta seção wiki para instalações de legado e também a nossa documentação oficial (http://doc.mageia.org/installer/4/en/content/index.html) instalador.

Instalando em um disco virgem.
Nota: Você deve ter pelo menos um disco mais de 20 GB (a verificar)
Aqui é a primeira tela de boas vindas no instalador Mageia. Clique em “Install”.

KO-grub2-installer1

Estão seguindo três telas sobre a linguagem, licença e teclado. Eles são os mesmos que os de uma instalação antiga.

EFI-solo2_1

Em seguida, a tela de particionamento, se o disco está vazio, você tem apenas duas opções:

  • Usar espaço livre
  • Particionamento de disco personalizado

O primeiro, por padrão, usa todo o lugar no disco (SDA). A segunda opção é universal, mas também precisa de algumas habilidades, vamos usá-lo no caso de o dual boot. (Veja abaixo).
Se a opção “Usar o espaço livre” é selecionado, você tem mais nada para fazer, o sistema vai automaticamente criar três ou quatro partições de acordo com o espaço disponível e usá-lo inteiramente:

  • uma partição ESP para UEFI carregador de boot de 300 Mb, montado em / boot / EFI
  • uma partição para / de, no máximo 50GB.
  • uma partição para o / home, se o espaço total disponível é mais do que 30 GB, 30 GB sob, / e / home estão na mesma partição.
  • uma partição para swap de, no máximo, 4 Gb.

EFI-solo3_1

Depois de particionamento, os passos são novamente o mesmo do que os de uma instalação de legado.

EFI-solo4_1

No final da instalação, o resumo mostra que o carregador de boot é Grub 2. Note que o bootloader está instalado na partição ESP.

EFI-solo5_1

Você eventualmente for solicitado para atualizar alguns pacotes e para reiniciar. Uma vez Mageia está pronto, você pode ir no MCC e ver o que o instalador tem feito com seu disco. Observe a partição sda1 (em azul, uma vez que é formatado FAT32). Esta partição chamado ESP (EFI partição do sistema) é parte do padrão UEFI.

EFI-solo6_1

Bem pessoal espero ter ajudado.

Referência: Wiki Mageia.

Até a próxima!

Corrigir o Grub após instalação do Windows 10 Dual Boot UEFI.

Quando se faz um upgrade do Windows 8.1 para o Windows 10.
Mas a atualização para o Windows 10 a partir do Windows 8.1 desarruma as configurações e nunca mostrou menu do Grub. Ele apenas manteve a inicialização no Windows 10 em cada arranque.
Frustrante, não é? Parecia como se não há nenhuma maneira de acessar mais o Ubuntu. Não! o Ubuntu continua instalado em outra partição, estava tudo bem. Foi apenas as configurações UEFI que eram diferentes no gerenciador de inicialização. Eu verifiquei tudo por acessar as configurações de firmware UEFI no Windows 10 .

Para acessar as configurações de UEFI do Windows 10 acesse aqui.

Se você também é incapaz de arrancar em Grub e reiniciar o Windows 10 repetidamente, vou apresentar-lhe a solução simples que funcionou.

Corrigindo o menu do Grub no Windows e Linux UEFI dual boot.

Embora eu estou dizendo o Windows 10, os passos são igualmente válidos para o Windows 8 e 8,1. Da mesma forma, usando o Ubuntu em dual boot aqui, mas o truque é aplicável a todos os outros sistemas operacionais Linux.

Passo 1

No Windows, vá para o menu.

UEFI_Settings

Passo 2
Procurar Prompt de Comando, clique direito sobre ele para executá-lo como administrador.

command_prompt_Windows10

Passo 3
Em aqui, copie e cole o comando a seguir:

bcdedit /set {bootmgr} path \EFI\ubuntu\grubx64.efi

Você não precisa digitar uma senha ou qualquer coisa assim. O comando deve correr bem, uma vez que sua conta tem direitos de administrador.

Passo 4
Reinicie e será recebido pela tela Grub. Espero que este tutorial rápido ajudaram a corrigir o problema Grub.

Fonte: It’s F.O.S.S.

Até a próxima.